Doria abre licitação de R$15,8 milhões para “fichar detratores das redes sociais”

Sao Paulo's Mayor Joao Doria reacts during a meeting of the Brazilian Social Democracy Party (PSDB) in Brasilia, Brazil June 12, 2017. REUTERS/Ueslei Marcelino

O Governo de São Paulo abriu licitação para contratar “serviços de planejamento, desenvolvimento e execução de soluções de inteligência em comunicação digital”.

Em outras palavras, o governador João Doria vai contratar uma empresa para fiscalizar, 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana, as manifestações dos usuários da internet sobre o governo.

O edital define que a empresa contratada vai criar “fichas individualizadas” de “detratores e apoiadores” nas redes sociais.

Todos os dias, a empresa terá que apresentar relatórios com a análise das menções feitas ao governo. No total, serão investidos R$ 15,8 milhões no projeto.

A informação foi divulgada inicialmente pela Crusoé, a quem o governo Doria informou que o mesmo modelo de análise das redes sociais já é padrão na administração pública desde 2014, com implementações, inclusive, em outros Estados.

Veja alguns pontos previstos no edital:

Reprodução/Governo de São Paulo

Com informações de Bruna de Pieri / Terça Livre