Lula é condenado a 12 anos e 11 meses, no caso do sítio de Atibaia

A sentença é da juíza Gabriela Hardt

Ex-presidente Lula | Foto: Sérgo Lima/Poder360

A juíza federal Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal do Paraná,  condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em ação penal que envolve o sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP).

O ex-presidente, que tem 73 anos, cumpre pena por uma condenação de 12 anos e 1 mês de prisão relacionada ao caso do tríplex do Guarujá. Lula está preso na sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba (PR) desde 7 de abril de 2018. As duas condenações somam 25 anos.

Na ação que resultou na condenação desta 4ª feira, Lula foi acusado de receber R$ 1 milhão em propinas das empreiteiras Odebrecht e OAS para reformas em 1 sítio em Atibaia. O imóvel está em nome de Fernando Bittar, filho de Jacó Bittar, 1 amigo de longa data do ex-presidente.

Na sentença, foram condenados também:

  • o empresário Léo Pinheiro (OAS) – 1 ano, 7 meses e 15 dias;
  • o pecuarista José Carlos Bumlai – 3 anos e 9 meses;
  • o advogado Roberto Teixeira – 2 anos;
  • o empresário Fernando Bittar (proprietário formal do sítio) – 3 anos;
  • o empresário Paulo Gordilho (OAS) – 3 anos.