Protocolado pedido de impeachment de ministro do STF

É acusado de abuso de poder

Carlos Moura / SCO / STF

Um grupo de advogados, membros do movimento Nas Ruas e do MBL (Movimento Brasil Livre), protocolou nesta 4ª feira (20.fev.2019), no Senado, 1 pedido de impeachment contra Ricardo Lewandowski, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). Eis a íntegra.

O texto acusa Lewandowski de quebra de decoro e abuso de autoridade no episódio em que ele foi abordado pelo advogado Cristiano Caiado de Acioli, durante 1 voo comercial de São Paulo para Brasília em 4 de dezembro de 2018. Na ocasião, o ministro pediu a prisão do advogado por criticar o Supremo.

No entanto, para que o impeachment seja aprovado, são necessários os votos de pelo menos 54 senadores. A Casa nunca levou adiante os pedidos de punição contra ministros do STF.

ENTENDA O CASO

Durante o voo, Lewandowski estava mexendo no celular. Cristiano provocou o juiz: “Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando vejo vocês”.

Ao desembarcar em Brasília, às 12h45, Cristiano foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal. Ele foi ouvido, acompanhado de 1 advogado, e liberado em seguida.