Por Eduarda Pereira

 

Vamos falar sobre empoderamento feminino na política?

A voz do povo agora é a voz de Deusas empoderadas, afinal, as estatísticas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que somos mais de 77 milhões de mulheres aptas a votar, escolher o destino do nosso País, e apoiar mulheres que são políticas e que não se curvam diante as dificuldades que enfrentam no ambiente político.

Ousadia

Vera Lúcia bem sabe do poder da mulher e aproveita para fazer um chamado à Rebelião. Candidata à Presidência da República, a sergipana tem ganhado destaque em diferentes meios de comunicação, e tem levado Sergipe para uma posição política onde jamais ninguém imaginava o tamanho da sua ousadia.

Entrevista do Casseta

Entrevistada pela turma do Casseta e Planeta, a presidenciável, destacou o porte legal de armas para auto-defesa e desmilitarização da polícia. “Quando houve a campanha do desarmamento somente cidadãos de bem entregaram suas armas, e restou aos bandidos e policiais o porte das armas”, enfatizou a candidata.

Comunista sim senhor

Vera afirmou ser comunista e até sorriu quando questionada sobre o comunismo.
“Comunismo vem do comum, e não tem nada a ver com o que Bolsonaro prega por aí”, explicou sorrindo.

Empoderada

Mulher, negra, nordestina, e emponderada, requisitos suficientes para fazer de Vera Lúcia uma grande representante feminina na política. Do menor Estado da Federação, Vera tem demonstrado um belo exemplo de mulheres políticas que fazem história e não ficam por trás de cotas para preencher lacunas em período eleitoral.

Mulheres do PSTU

Um destaque para o PSTU que em Sergipe decidiu mostrar a força das mulheres à frente dos projetos para eleição deste ano, com Vera Lúcia concorrendo à Presidência e Gilvani Santos, única candidata mulher, ao cargo de governadora do Estado.

 

Desejo sorte à todas as mulheres que disputam uma vaga em qualquer um dos 5 cargos desta corrida eleitoral.
Acredito que a renovação política que o país precisa, começa pela representação, respeito e valorização à todas as classes de lutas sociais.

Comentários

Carregar mais Artigos relacionados
Carregar mais por Eduarda Pereira
Carregar mais em Blog da Duda
Os comentários estão fechados.