Papa Francisco anuncia abertura de arquivos do pontificado de Pio 12

Esses arquivos são mantidos em segredo desde 1939. Sua abertura é uma reivindicação antiga de muitos grupos judaicos.

Santa Sé / Vaticano

O Papa Francisco anunciou nesta 2ª feira (4.mar.2019) que os arquivos secretos do Vaticano sobre o pontificado de Pio 12, que inclui o período da 2ª Guerra Mundial, serão abertos e divulgados no dia 2 de março do ano que vem.

A Igreja não tem medo da História. Assumo esta decisão (…) certo de que a pesquisa histórica séria e objetiva saberá avaliar, sob a luz da Justiça, com as críticas apropriadas, os momentos de exaltação deste Papa e, sem dúvida, também, os momentos de sérias dificuldades, decisões atormentadas, prudência humana e cristã“, disse.

Segundo Francisco, as decisões de Pio 12 “poderão parecer para alguns como uma relutância, mas foram, de fato, tentativas (…) de manter, em tempos de profunda escuridão e crueldade, a pequena chama de iniciativas humanitárias, da diplomacia oculta, mais ativa“.

Anteriormente, associações e o Comitê Judaico Internacional para as Consultas Interreligiosas solicitaram o acesso aos arquivos do Vaticano. Muitos alegaram que ele se omitiu diante dos crimes do nazismo, quando, em 1943, 1.022 pessoas foram deportadas para Auschwitz.