A falta de interesse do cidadão na política muitas vezes é reflexo da dificuldade em decifrar informações nos sites intitulados “Transparência Pública”. Ainda que os dados sejam publicados, não é feito de modo que facilite a compreensão para que qualquer pessoa entenda o que está exposto.

Felizmente o nível de estudo tem aumentando e mais cidadãos conseguem decifrar e cobrar dos seus governantes melhor uso dos recursos públicos em prol da sociedade, entendendo que esses recursos são do povo e para o povo, e que os governantes são nossos representantes pagos com esses mesmos recursos, e a participação social e o controle social é o nosso dever.

Já dizia um amigo pastor: “Você sempre vem a Deus, pelo amor ou pela dor, mas as pessoas sempre preferem a segunda opção!” Não é tão diferente quando nos referimos ao nosso papel de cidadão partícipe. Desejamos uma sociedade mais justa, porém não fazemos o esforço necessário para que isso ocorra, à não ser quando a situação atinge nossos bolsos ou ocorram mudanças bruscas que nos conduzam a busca dessa participação popular e defesa de nossos direitos.

O meio em que vivemos e o que levamos de aprendizado dele é o que nos transforma em quem somos. O meio político está coberto de escândalos e corrupção, e no nosso dia a dia não é diferente. Não podemos esperar nada do outro se não estamos dispostos à fazer a diferença. Por isso é importante que cada um de nós façamos nossa parte, e não nos acomodemos esperando que a mudança venha sem uma atitude nossa.

O fato é que teríamos uma sociedade mais justa se participássemos ativamente do que acontece com nossa cidade, nosso estado e nossa nação. Acredito que para fazer a diferença é preciso de mãos que se unam. E se de um lado a maioria dos políticos são reflexo de sociedade acomodada, que não se interessa pelo rumo que a política está tomando, do outro lado, a sociedade brasileira que vai se formando e lutando por seus direitos pode se tornar reflexo de uma nova política, justa e igualitária, que haja verdadeiramente à serviço do povo.

Necessitamos de mais educação, valores, ética e humildade para mudarmos o cenário que vivenciamos no nosso estado e na nossa Nação. E por fim, não precisamos de super políticos, precisamos do povo participando de forma ativa na politica.

 

Por: Patrícia Pereira

Comentários

Carregar mais Artigos relacionados
Carregar mais por Wilker Lima
Carregar mais em Blog J79
Os comentários estão fechados.