Lula Livre: receio por parte da esquerda

O comando do partido já discute o futuro do maior líder do partido. A saída de Lula pode tirar o PT da letargia. Há expectativa de que o ex-presidente volte a fazer caravanas pelo país e ajude a reaglutinar a oposição ao governo de Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo há receio por parte da esquerda. Neste sábado (9.nov.2019) já estão marcados protestos de grupos que apoiam as prisões após condenação em 2ª Instância.

Gleisi pediu à militância para que continuem “tranquilos” e evitem “as provocações que podem vir do clima de ódio e do extremismo da direita”. “Seguimos nessa caminhada pela liberdade plena de Lula com a anulação das sentenças injustas contra ele”, escreveu a petista, em nota divulgada antes de o ex-presidente ser solto.

Lula ainda enfrentará uma forte batalha jurídica. Além da condenação no caso tríplex, ele foi condenado a 12 anos e 11 meses em 1ª Instância no processo relativo ao sítio de Atibaia. O julgamento dessa ação no TRF-4 foi agendado para 27 de novembro.