Cheiro de Traição

PT e demais partidos podem ser traídos, caso o plano tenha sucesso e faça de Eliane vice de Belivaldo

 

A vice-prefeita de Aracaju Eliane Aquino (PT), tem em seus sonhos mais profundos a possibilidade de estar mais próxima da sucessão estadual, alguns dizem que a mesma planejou nos bastidores o convite que já foi feito pelo próprio Governador Belivaldo (PSD), e que tem o aval do ex-governador Jackson Barreto (MDB) e de meia dúzia de companheiros do PT. O primeiro deles a se manifestar na imprensa e apoiar o nome de Eliane, foi o ex-deputado e dirigente nacional do PT, Márcio Macedo, aquele que já foi adversário ferrenho de Rogério Carvalho e hoje é aliado, bom, falou e disse que o nome da viúva unificaria pelo momento que passa a crise no país e principalmente em Sergipe e que seria uma homenagem a história de Marcelo Déda (in memoriam) pelos serviços prestados ao povo Sergipano. Mas, espere aí, quer dizer que agora a viúva tem que galgar espaços só por causa da história do marido? Por favor, o político em si tem que ter história, tem que conhecer o nosso estado, ser conhecedor da cultura e dos costumes, precisa entender o que é ter o voto dos sergipanos, e não costurar acordos usando o nome de um líder político que de fato fez história e hoje não passa de boas lembranças.

Agora analise comigo por favor, Belivaldo (PSD) na cabeça de chapa, Eliane (PT) na vice, Jackson Barreto (MDB) e Rogério Carvalho (PT) pré-candidatos ao Senado. PT com duas vagas, pode isso Arnaldo? Não. Até porque confirma-se o que muitos vem falando nos bastidores, que seria o desprestígio do ex-prefeito Fábio Henrique e presidente estadual do PDT, que já está quase de malas prontas para o colo da oposição se não for o vice de Belivaldo. É exigindo, de forma ríspida que Fábio mostra que não aceitará que o PT tenha dois espaços na chapa majoritária. E sem contar com o PRB de Heleno Silva e Jony Marcos, que percebendo a exclusão pulou de barco mais rápido que o vento de proa, dessa forma, o que vemos é uma articulação costurada e bem ensaiada para justificar a escolha pessoal de Eliane Aquino como sendo do governador. Assim, a viúva seria mais uma vez prestigiada como companheira de chapa de Belivaldo, e Rogério o indicado do PT ao Senado. Tudo certo? Talvez. Existe também a possibilidade de Laércio Oliveira (PP), antes oposição, hoje situação, ser também pré-candidato ao Senado. E Rogério, pode ficar de fora caso JB e Belivaldo continuem com o plano de afastá-lo, negando ao próprio e ao PT (seus aliados) a possibilidade de ver mais uma vez a sigla lançar pré-candidato ao Senado.

É bom o PT, Rogério e demais partidos aliados abrirem os olhos, porque sempre a conversa de pé de ouvido tem mais respaldo que aquela acertada em acordos de apertos de mão, e tapinhas nas costas. Aos desaviados e especuladores de plantão, sinto cheiro de traição no ar…