Sergipe recolhe mais de 100 toneladas de óleo nas praias

Na manhã desta segunda-feira (14), novas manchas de óleo foram encontradas na Praia de Pirambu, Litoral Norte de Sergipe. O município foi o primeiro a registrar a substância no dia 24 de setembro e, de acordo com a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), já são mais de 100 toneladas de óleo recolhidas no estado.

Segundo um site de notícias do Globo, em Pirambu, 15 brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) trabalham na limpeza e monitoramento da praia desde o dia 25 de setembro.

“Hoje, apareceram novas manchas espessas. Atualmente estamos com nosso pessoal, mais 15 pessoas de uma terceirizada da Petrobras”, explicou o analista ambiental o ICMBio, Erik Santos.

Sergipe possui 193 km de litoral, com 17 praias, todas afetas com o problema que atinge 72 municípios nos nove estados do Nordeste. Desses, em 119 km existe o monitoramento da reprodução das tartarugas marinhas feito pelo TAMAR.

Neste domingo (13), equipes da Administração Estadual de Meio Ambiente (Adema) encontraram novas manchas de óleo em praias de Aracaju. Em algum momento, desde o dia 24 de setembro, todas as 17 praias do estado, que somam 193 quilômetros, foram atingidas.

“Há incidência de bastante óleo. Ainda que em menor quantidade, observamos a continuidade da chegada dessa substância”, disse o diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias.

A análise da água, feita periodicamente pelo órgão, atesta a balneabilidade, no entanto o órgão recomenda aos banhistas que evitem o contato com as manchas. Segundo o governo do estado, o processo de limpeza para retirada permanece sendo feito diariamente em toda a extensão litorânea. O material recolhido é enviado para uma unidade da Petrobras em Carmópolis.