Netflix pagou US$ 1 bilhão pelos direitos das obras do criador de Matilda

Para assegurar os direitos de adaptação das obras do célebre autor Roald Dahl e produzir, no futuro, versões de suas obras para sua popular plataforma de streaming, a Netflix desembolsou uma grana preta. De acordo com informações do The Hollywood Reporter, a gigante do segmento gastou aproximadamente US$ 1 bilhão para poder criar séries a partir de obras como Matilda, A Fantástica Fábrica de Chocolate e O Bom Gigante Amigo, entre outra dezena de títulos do influente escritor galês. Esse é o maior investimento já realizado pela companhia no setor do entretenimento infantil.

O orçamento dos vindouros projetos — que também devem incluir adaptações de The Enormous Crocodile e The Twits, apesar de nenhum produtor ou roteirista estar ligado às produções no momento — também deve ser astronômico. As fontes da publicação do THR estimam que a verba girará em torno dos US$ 500 milhões, podendo chegar até mesmo à casa do bilhão. A intenção da Netflix seria criar uma espécie de universo narrativo ao redor das obras de Dahl, no estilo do Universo Cinematográfico Marvel, conectando histórias e personagens.

Maiores informações sobre o acordo ainda não foram divulgadas, mas vale lembrar que Dahl é apenas mais um dos autores cujas carreiras agora fazem parte do rol de possibilidades produtivas da Netflix, incluindo também os livros de C.S. Lewis (As Crônicas de Nárnia) e as HQs de Mark Millar (Kickass). Será esta a nova tendência das telinhas: universos compartilhados com base em materiais já existentes? Resta aguardar para ver. Nenhum dos seriados da Netflix baseados na obra de Dahl tem previsão de estreia.