“Traidores sim, traição pela traição”, afirma Maria Eugênia Teixeira

No último dia 30 de maio, com a morte do intelectual José Carlos Teixeira, e a publicação da matéria TRAIÇÕES: Revelações de 1986 no adeus a José Carlos Teixeira, a sociedade sergipana parou com a revelação de um segredo que muitos sabiam, mas, não tiveram a coragem como esse jornalista, descrevendo os fatos que ocorreram naquela época e compartilhar na íntegra o discurso do ex-vereador Marcélio Bonfim, que em atitude nobre, pediu desculpas pela traição que o mesmo e seus companheiros de esquerda cometeram contra José Carlos Teixeira.

Na matéria, Marcélio cita também o ex-governador Jackson Barreto, o prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira e o comunista Wellington Magueira como traidores na eleição de 1986, que poderiam juntos eleger Teixeira como governador. Afirmou que acabaram apoiando o candidato da ditadura, o hoje senador Antonio Carlos Valadares (PSB), a quem disse arrepender-se muito da atitude. E como se não bastasse, o Portal 79 recebeu a informação de que a viúva Maria Eugênia Teixeira teria compartilhado o link da matéria, com a confirmação da história escrita por esse jornalista.

Segue abaixo o compartilhamento da rede sociail de Maria Eugênia Teixeira: