Google é investigado pelo Ministério da Justiça por privacidade no Gmail

Google teria analisado e-mails sem consentimento expresso; multa máxima é de R$ 9,7 milhões


O Google está sendo investigado por supostamente violar a privacidade dos usuários do Gmail. A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), órgão vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, abriu um processo administrativo após receber denúncia do Ministério Público Federal. A multa máxima é de R$ 9,7 milhões em caso de condenação. A empresa nega qualquer irregularidade.

O DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor) alega que o Google violou a privacidade dos usuários porque analisou o conteúdo dos e-mails pessoais sem consentimento expresso. Essa prática, se comprovada, fere o Marco Civil da Internet e o Código de Defesa do Consumidor.