Jovem é agredido por supostos seguranças na Barra dos Coqueiros

Na tarde de ontem (02), por volta das 15h, um jovem idenficado como Edivaildo Jhon Francis Oliveira Santos Silva, de 21 anos, foi agredido por supostos seguranças da empresa progresso que faz a linha Barra dos Coqueiros/Atalaia Nova 071, número do coletivo: 5236. O fato aconteceu ainda na Barra dos Coqueiros durante o percurso do ônibus.

Jhon explica que quando estava passando junto com a namorada na catraca do coletivo, ele acabou sendo barrado, foi quando nesse momento um homem não identificado segurou o jovem e gritou para que ele pagasse a passagem se não iria descer do transporte, o jovem respondeu dizendo que pagaria e que soltasse o seu braço, em seguida apareceu outro homem também não identificado perguntando aos demais se eu não tinha pulado a catraca com a minha namorada, o primeiro homem respondeu dizendo que não, que eu só queria passar junto com a minha namorada.

Jhon Francis/Arquivo Pessoal

O jovem relata que o segundo homem não identificado não satisfeito, mostrou uma arma de choque e disparou contra ele, sobre efeito do choque elétrico, o jovem tentou conversar e explicar a situação, foi em vão, porque o homem disparou novamente a arma de choque, deixando o jovem desacordado e com tonturas. Jhon relata que quando voltou a si tentou revidar, ele fala que ficou assustado com a agressão, nunca tinha passado por isso na vida.

Em contato com a redação do Portal 79, o jovem Jhon Francis, identificou os supostos seguranças que o agrediram, através de fotos enviadas por uma testemunha. Abaixo a imagem dos agressores identificados pela vítima:

Momento que os supostos seguranças agridem o jovem Jhon Francis

Foram socos, chutes e mais agressões até que o jovem foi levado para um mangue próximo do local do fato, onde foi mais uma vez agredido por esses homens com a arma de choque. Quando não tinha mais o que fazer os agressores se afastaram e um terceiro homem que estava de carro parou e foi até o local e agrediu o jovem, sem nem saber do que se tratava a situação, depois os agressores evadiram-se do local, deixando o jovem machucado, com escoriações nos braços e na face.

“Estou asssutado, nunca pensei passar por essa situação, eles poderiam ter me escutando, tentado entender a situação para só depois chegar a uma resolução do problema. De fato eu queria passar com a minha namorada na catraca, Fui agredido gratuitamente por homens covardes que não tem amor e compaixão, que não tiveram a consideração de entender o problema em si”, explica Jhon Francis

Jhon informa que foi a 3ª delegacia e prestou boletim de ocorrência sobre o fato e pede justiça, diz que se não fosse pela cor de sua pele, ele não teria sido agredido, explica que nem conversar os homens quiseram e que ele tentou por diversas vezes mostrar que não era um mal elemento e que não tinha feito nada de errado.

O jovem diz que já está em contato com um advogado para levar o caso a justiça.

O Portal 79 está a disposição da empresa Progresso para quaisquer esclarecimentos, através do e-mail: redacao@portal79.com.br