Justiça ouve testemunhas de acusação no caso da morte de líder sindical

Audiência ocorreu no Fórum Desembargador Antônio Xavier Assis Junior, no município da Barra dos Coqueiros (SE)

 

Na manhã desta terça-feira (18), testemunhas de acusação escolhidas pelo Ministério Público, do caso da morte do sindicalista Clodoaldo Santos Melo, estão sendo ouvidas em uma audiência no Fórum Desembargador Antônio Xavier Assis Junior, município da Barra dos Coqueiros (SE). A imprensa não tem acesso aos depoimentos.

Por volta das 9h, os sete réus chegaram em um carro do Departamento do Sistema Penitenciário e foram levados para uma sala secreta, entre eles André Silva Santana, apontado como mandante do crime. Na época do assassinato, ele era presidente do Sindicato de Manutenção e Montagem de Sergipe (Sindimont).

Está prevista para a quarta-feira (19) uma audiência com policiais e depois com as testemunhas de defesa. Na audiência que ocorreu há um mês, parentes da vítima foram ao fórum e se manifestaram para pedir justiça.

Entenda o caso

 

Clodoaldo Santos Melo, conhecido como Barriga, era líder do movimento ‘SOS Emprego’ e representava centenas de pessoas que buscavam entrar no mercado de trabalho. Ele foi assassinado a tiros no dia 14 de dezembro do ano passado, em casa na Zona Rural do município. Em fevereiro deste ano, a Polícia Civil prendeu sete pessoas.