Prefeitura de Neópolis não cumpre lei de reajuste salarial

Servidores públicos do município estão em greve há mais de 15 dias

 

Desde do último dia 30, que os servidores públicos municipais de Neópolis reivindicam 4,84% de reajuste salarial ao gestor do município. Como não obteve resposta, os servidores aprovaram indicato de greve por tempo indeterminado. A paralisação faz parte de um movimento que iniciou ainda no ano passado, quando servidores e representantes do Sintramune (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Neópolis) apresentaram uma pauta de reivindicações, solicitando não somente o reajuste salarial como outros benefícios para a categoria.

De acordo com o presidente do Sintramune Gerinaldo Vieira, a prefeitura recebeu os servidores, mas infelizmente não apresentou contraproposta, e ainda afirma que foi feito estudo em que comprova o valor alto de recursos espalhados entre CC’s na administração “Nós já sentamos aproximadamente três vezes e o prefeito diz não ter proposta para nenhuma categoria, porém, constatamos através de estudos em folha de pagamento à distribuição de aproximadamente R$ 70 mil reais em gratificações para apadrinhados. Isso é um absurdo, tem que haver decência com a máquina pública. Os servidores públicos precisam ser respeitados, queremos negociar, e para isso tanto o Sintramune quanto o Sintese estão aberto a negociação”.

O presidente do Sintramune Gerinaldo Vieira ainda lembra que existe lei municipal, que obriga a prefeitura apresentar até o mês de abril um percentual de reajuste salarial para o funcionalismo público e que até o momento o prefeito Dr. Luizinho não apresentou proposta da prefeitura.

“No ano passado nós conseguimos 5%, e todos os anos ele tem por obrigação apresentar até abril novo projeto com percentual a combinar segundo lei municipal 902/2012. E os servidores perguntam: Cadê a proposta de reajuste Dr. Luizinho? ”, disse Gerinaldo Vieira, presidente do Sintramune.

Em ofício endereçado ao prefeito Dr. Luizinho, o sindicato informa do indicativo de greve e ainda que respeitará os 30% de funcionamento de órgãos essenciais, não prejudicando o dia a dia da administração municipal.

Em contato com a prefeitura, através do secretário municipal de Administração o senhor Joaquim, a redação do Portal 79 não foi respondida.